Municipal de Campo 2022
De 5 de março a 5 de junho de 2022

Regulamento

              ESTADO DE SANTA CATARINA

              PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANELINHA

              CME - COMISSÃO MUNICIPAL DE ESPORTES

Avenida Cantório Florentino da Silva, 1683 – Caixa Postal 15.

Fone (**48) 3264-0102 – Fax: 3264-4000 – CNPJ 82.562.893/0001-23

88230-000 – CANELINHA – SANTA CATARINA

 

REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DE CANELINHA

 

Capítulo I – Disposições Legais

 

ART 1º - O Presidente da C.M.E. – COMISSÃO MUNICIPAL DE ESPORTES, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas, promove o 28º Campeonato de Futebol de Campo, Taça Ederson Booz da Silva (In Memorian), que tem por finalidade interagir e promover a confraternização entre os desportistas do município.

 

ART 2º - A Competição será realizada de acordo com as regras adotadas pela Confederação Brasileira de Futebol, suas Resoluções, este Regulamento, o Regimento interno da C.M.E., e Código de Justiça Desportiva Brasileiro.

 

ART 3º - As rodadas serão realizadas em locais e horários determinados pela C.M.E., respeitando as datas e horários conforme tabela da competição.

 

Capítulo II – Inscrições

 

ART 4º - Cada equipe deverá inscrever no mínimo 16 (dezesseis) e no máximo 24 (vinte e quatro) atletas. Estão aptos a serem inscritos no Campeonato os atletas que são moradores, eleitores, trabalhadores do município de Canelinha e atletas pela regra dos dois anos.

 

ART 5º - Para ter sua Inscrição válida o atleta deverá estar morando em Canelinha com o prazo mínimo de 90 (noventa) dias no bairro pelo qual participar a contar da data de encerramento das inscrições de atletas (04 de fevereiro de 2022), e mediante o documento de comprovação (água, luz, telefone),ou ser eleitor no município de Canelinha, ou ser trabalhador com carteira assinada. Caso o Atleta mude de bairro e não tenha prazo de 90 dias no novo endereço ele deve atuar pelo ultimo bairro.

 

Parágrafo Único: O atleta que participar por 02(dois) anos consecutivos(2018 e 2019) de Campeonatos Municipais (Futsal e Futebol de Campo) terá sua inscrição validada para o ano seguinte automaticamente para atuar no ultimo bairro que participou.

Obs: esta cláusula só é válida para atletas que não residam, não votam e nem trabalham mais em Canelinha. Caso o atleta esteja relacionado a algum desses 03 itens(morador, votante, ou trabalhador) ele será enquadrado no item mencionado e não na clausula dos dois anos, tendo assim a cláusula como ultima opção de inscrição.

Obs: O atleta estrangeiro que vier à jogar 02 (dois) anos por uma equiepe no ano seguinte não se enquadrará no quesito dos 2 (dois) anos.

 

ART 6º Será permitida a liberação de atletas de um bairro para o outro somente e obrigatoriamente com declaração assinada pelo representante responsável de cada equipe. (Presidente, Vice - Presidente, Diretor Esportivo ou membro da diretoria que tenha assinado a ficha de inscrição da equipe na competição).

 

Parágrafo Único: Cada equipe pode inscrever no máximo 5 (cinco) atletas de outros bairros.

 

ART 7º Cada equipe poderá fazer a inscrição de 2 (dois) atletas que sejam eleitores do município de Canelinha (este atleta deve ter cumprido com sua obrigação eleitoral,  será obrigatório a apresentação do comprovante de votação da última eleição em Canelinha e terá que estar morando fora do município por 90 dias ou mais a contar da data de encerramento das inscrições tendo que apresentar comprovante de residência em seu nome, cônjuge ou pais, ou contrato de aluguel reconhecido em cartório, obs: a data do cartório não pode ser retroativa. Caso o atleta esteja morando a menos de 90 dias fora de Canelinha, sua inscrção ainda é válida como morador do município).E poderá inscrever mais 02(dois) atletas inscritos como trabalhadores.

 

Parágrafo Primeiro. Os atletas votantes deverão ter vínculo com o município além do voto. (Ex. ter jogado Campeonatos anteriores no município, ter familiares que sejam moradores do município, empresa, imóvel, entre outros)

Parágrafo Segundo. Os atletas inscritos como trabalhadores terão que ter carteira assinada e comprovar o recebimento do fundo de garantia dos últimos 06(seis) meses que antecedem o encerramento das inscrições. Ou ter empresa (CNPJ) registrada em Canelinha em seu nome nos últimos 06(seis) meses que antecedem o prazo de inscrição.

Parágrafo Terceiro. Cada equipe poderá inscrever um atleta estrangeiro, que não tenha nenhum vínculo com o município, sendo enquadrado como atleta de fora. A equipe que inscrever o atleta estrangeiro só poderá inscrever um atleta como votante, caso não inscreva o atleta estrangeiro a equipe permanece com o direito de inscrever 02 votantes.

Parágrafo Quarto. Cada equipe poderá inscrever 01 atleta do bairro Beira Rio, mediante apresentação do comprovante de residência constando que mora na cidade de Canelinha.

 

Parágrafo Quarto. Cada equipe poderá inscrever 01 (um) goleiro morador de qualquer bairro do município sem precisar da liberação assinada, o atleta que for inscrito como goleiro liberado automaticamente não poderá atuar como jogador de linha, a atuação do atleta na condição de jogador o tornará irregular e caberá punição a equipe e atleta. O segundo goleiro deve ser do bairro em que sua equipe representa.

Parágrafo Quinto. O atleta que assinar por mais de uma equipe será automaticamente eliminado da competição.

 

ART 8° - O time do bairro deve fazer uma relação com o número máximo de 27 (vinte e sete) atletas que o time pretende usar no campeonato, são 22 (vinte e dois) atletas que serão inscritos no campeonato e 5 (cinco) atletas que o time pode usar como liberação para trocá-lo por atletas de outro bairro.

Obs: Os atletas que não estiverem nessa lista automáticamente vão estar liberados para outros bairros sem precisar pegar a liberação dos clubes dos bairros.

 

ART 9º - Todos os Atletas, Técnicos e Dirigentes, estarão em condições de jogo mediante inscrição em súmula.

 

ART 10º - Todo Atleta e a comissão técnica deverão apresentar-se em mesa identificadora portando de documento com foto que o identifique.

 

Parágrafo Primeiro. Para atuar na partida é obrigatório para o atleta o uso de caneleira e fica proibido o uso de chuteiras com trava de ferro, o atleta que deixar de cumprir este artigo receberá cartão amarelo na partida.

 

Parágrafo Segundo. As inscrições de atletas se encerrarão no dia 04 de fevereiro, os clubes terão até 18 de fevereiro para questionarem supostas inscrições irregulares de atletas, após esta data caso não haja nenhuma objeção todos os atletas estarão regularizados para a disputa da competição.

 

Parágrafo Terceiro: Cada equipe poderá inscrever 02 atletas entre 14 a 16 anos (nascidos em 2006, 2007 e 2008), podendo ter 24 atletas em seu elenco. Caso a equipe não opte por esses atletas o numero máximo de inscritos deve ser 22 atletas. Os atletas moradores,votantes ou trabalhadores acima de 50 anos  são liberados automaticamente para jogaraem por qualquer bairro sem contar como acúmulo nas inscrições específicas.

 

ART. 11º. Após a entrega da ficha de inscrição a equipe que por ventura vier a desistir da competição cumprirá suspensão no decorrente ano de todas as atividades promovidas pela C.M.E., mais o pagamento de uma cesta básica, assim como os atletas devidamente relacionados e assinados.

 

 

 

Capítulo III – Regras da Competição

 

ART 12º Todos os Dirigentes, integrantes da comissão Técnica, jogadores e demais participantes deste campeonato serão conhecedores deste regulamento.

 

ART 13º O inicio das partidas serão apresentados na tabela da competição, o tempo de tolerância será de 15 (quinze) minutos para o início da partida (a equipe que ultrapassar o tempo de tolerância será penalizada com o pagamento de 01(uma) cesta básica). Os portões serão fechados 10 (dez) minutos antes de cada partida e não será mais autorizada a entrada de qualquer membro ou representante das equipes. O atleta que por ventura entrar de forma irregular após o fechamento do portão receberá cartão vermelho e ficará suspenso por 02 jogos.

 

Parágrafo Único: Os horários e dias das partidas podem ser modificados ou transferidos pela C.M.E. de Canelinha, sem necessidade de aviso prévio.

 

ART 14º Em caso de W x O, o placar será de 1 x 0 para a equipe que estiver presente e assinado a súmula. A equipe que aplicar W x O será automaticamente eliminada da competição. Os atletas inscritos pela equipe que aplicar W.O. serão suspensos pelo período de 1 (um) ano, contados da data da eliminação da equipe, de todas as atividades promovidas pela C.M.E. e mais o pagamento de cestas básicas para a Fundação Municipal Hospitalar de Canelinha.

Parágrafo Único: os atletas que estiverem presentes no horário da partida e assinado a súmula estarão isentos de punição.

 

ART 15º O tempo de jogo será de 90 (noventa) minutos corridos, divididos em 2 (dois) tempos de 45 (quarenta e cinco) mais acréscimos se o arbitro da partida achar necessário, com intervalo de 10 (dez) minutos. O número máximo de substituições será de 05 (cinco) atletas por equipe.

 

ART 16º Os representantes das equipes são responsáveis diretos por indisciplina, falta de respeito com autoridades presentes, atos ou palavras proferidas por qualquer elemento de sua equipe que venha prejudicar o andamento da competição, ficando sujeito às penalidades.

 

ART 17º As bolas do jogo serão entregues pelos delegados para às equipes no horário das partidas. A responsabilidade pelas bolas é sempre da equipe mandante, caso venha a faltar alguma bola no fim do jogo a equipe terá que arcar com as despesas da bola até o dia da rodada seguinte.

 

ART 18º A equipe mandante deverá disponibilizar duas pessoas que deverão atuar como maqueiros. A equipe que não apresentar os maqueiros nos jogos perderá 01(um) ponto na classificação do campeonato, se o jogo for válido pelas semifinais ou finais poderá ser declarado W.O. e a equipe será desclassificada da competição. Não é necessário a apresentação de documentos dos maqueiros e nem a utilização de calçado fechado.

 

Parágrafo Primeiro: se por ocasião qualquer ato indisciplinar ou irregularidade dos maqueiros vier a ser constatada pela equipe de arbitragem a equipe mandante pode vir a sofrer punição.

 

ART 19º. Se por ocasião as equipes estiverem com uniformes que coincidem e estes possam vir a atrapalhar os árbitros a equipe mandante deve trocar de uniforme. Se a troca for solicitada pelo árbitro e a equipe se recusar a trocar o uniforme poderá ser declarado W.O e a equipe será eliminada da competição.

 

ART 20º. É de responsabilidade das equipes mandantes a disponibilização de gandulas.

 

ART 21º A equipe mandante é responsável pela marcação do campo de jogo.

 

Parágrafo Primeiro: As equipes que mandarão seus jogos no Estádio Municipal do Galeão não poderão fazer a devida marcação com Calcário Dolomítico (cal de Pintura) assim como outro qualquer material em composição sólida, devendo o campo ser marcado com material do tipo cal misturado com água ou tinta.

 

Parágrafo Segundo: A não marcação de campo pode ocasionar o W.O. e eliminação da equipe.

 

 

 

 

Capítulo IV - Da Arbitragem

 

ART. 22º A arbitragem do Campeonato Municipal de Futebol de Campo será
contratada pela Prefeitura Municipal de Canelinha-SC, através de processo licitatório
e não poderá ser vetada pelas agremiações.


ART. 23º Os árbitros serão designados pelo diretor de árbitros da entidade contratada, a qual obrigar-se-á a cumprir contrato firmado, sob pena de rescisão do mesmo.

 

Parágrafo único: A arbitragem estará sujeita, durante todo o campeonato a punições
estabelecidas na Comissão Disciplinar.

 

 

Capítulo V – Sistema de Disputa.

 

ART 24º a classificação das equipes será por pontos ganhos, adotando os seguintes critérios:

a)     Vitória = 3 (três) pontos

b)    Empate = 1 (um) ponto

c)     Derrota = 0 (zero) ponto

 

ART 25º Ocorrendo o empate na classificação empregam-se os seguintes critérios:

 

a)     Entre duas equipes:

·      1 – confronto direto

·      2 – maior número de vitórias

·      3 – maior saldo de gols

·      4 – maior número de gols-pró

·      5 – menor número de gols sofridos

·      6 - melhor índice indisciplinar

·      7 – sorteio

 

b)    Entre 3 (três) ou mais equipes:

·       Será o mesmo critério acima, exceto confronto direto.

 

ART 26º. A competição será desenvolvida nas seguintes fases distintas:

 

a)     Primeira fase: nesta fase as equipes jogarão em chave única e se enfrentarão em turno único seguindo na competição as 4 (quatro) equipes melhores colocadas.

b)    Segunda fase: Nesta fase jogará 1º x 4º e 2º x 3º em jogos de ida e volta com acúmulo (saldo) de gols nas partidas onde as equipes vencedoras destes confrontos decidiram o título da competição, não havendo vantagem para nenhuma das equipes. Caso ocorra empate em tempo normal, cobrança de 05(cinco) pênaltis para cada equipe.

c)     Terceira fase: Final – nesta fase se enfrentarão as equipes vencedoras dos confrontos das semifinais, a disputa será em jogos de ida e volta (ambos realizados no estádio Municipal Galeão), com acúmulo de gols. Em caso de empate, disputa por pênaltis. O terceiro colocado será a equipe eliminada das semifinais que tiver melhor camapanha na primeira fase.

 

 

Capítulo VI – Infrações e Penalidades.

 

ART 27º. O atleta apenado durante a competição com:

a)     1 (um) Cartão Vermelho – será suspenso automaticamente por 1 (um) jogo e sujeito a penalidades,sem direito a recorrer.

b)    3 (Três) Cartões Amarelos – Suspenso automaticamente por 1 (um) jogo.

c)     O Cartão Vermelho elimina o Cartão Amarelo da mesma partida

d)    O cartão Amarelo será eliminado ao término da primeira fase.

 

ART 28º. Os atos passíveis de julgamento serão enviados a Comissão Disciplinar que irá analisá-los e julgá-los. Após, será enviado a decisão as equipes e/ou atletas infratores.

Obs: Os julgamentos desse ano serão julgados pela comissão disciplinar do município ou pela liga desportiva de Santa Catarina.

 

Parágrafo Primeiro: As defesas e Protestos deverão ser apresentadas de forma escrita, destinadas ao Presidente da Comissão Disciplinar da C.M.E. até as 17:00 horas do 1º dia útil da semana após o jogo, mediante ao pagamento da taxa no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) de abertura de processo disciplinar.

 

ART 29º Todo e qualquer dano causado por atletas, membros ou torcedores das equipes, nas instalações do campeonato será inteira e de responsabilidade da equipe ao quais os mesmos estiverem vinculados. Em caso de atletas, os mesmos e a equipe serão penalizados pela infração, e em caso de torcedores a equipe será penalizada conforme decisão da Comissão Disciplinar.

 

ART 30º Em caso de réu reincidente em qualquer ato/infração pode a Comissão Disciplinar estender, aumentar e até mesmo vir a eliminar o atleta ou equipe de todos os eventos promovidos pela C. M. E. Canelinha.

 

 

Capítulo VII – Premiação

 

ART 31º As equipes e atletas serão premiados como segue:

 

a)     1º Lugar: Taça + medalhas.

b)    2º Lugar: Taça + Medalhas.

c)     3º Lugar: Taça + medalhas

d)    Artilheiro: Troféu

e)     Melhor Defesa: Troféu

f)     Disciplina: Troféu

 

 

 

 

 

Capítulo VIII –

 

 

ART 32º O Congresso técnico será realizado no dia 31 de janeiro de 2022 as 20:00 horas no Centro Municipal Arte e Educação de Canelinha onde na mesma data será entregue o regulamento da competição e efetuado o sorteio para a primeira rodada da mesma.

 

ART 33º As inscrições das equipes se encerrarão no dia 28 de janeiro, ás de atletas se encerram no dia 04 de fevereiro de 2022, os documentos necessários para validar a inscrição (cópia de documento com foto, liberação, título e comprovante eleitoral, documento de comprovação de moradia) se encerrará no dia 04 de fevereiro de 2022 as 17:00, a equipe deve inscrever no mínimo 16 atletas neste dia..

 

ART 34º A competição terá início previsto no dia 26 de fevereiro de 2022 podendo ser prorrogada pra semana seguinte caso tenha mal tempo. A abertura será as 14h00 no Estádio Municipal Galeão com um jogo entre o atual campeão e um adversário a ser sorteado, todas as equipes Inscritas na Competição deverão estar presentes com no mínimo 05 (cinco) atletas ou representantes devidamente uniformizados para a solenidade de abertura. O não cumprimento deste artigo acarretará na perda de 1 (um) ponto.

 

 

ART 35º Não serão permitidas, fanfarras, instrumentos musicais ou objetos de percussão ou som estridente que atrapalhem o andamento da competição, fica a critério do árbitro a decisão.

 

ART 36º Os casos omissos deste regulamento serão resolvidos pela C.M.E. e Comissão Disciplinar.

 

ART 37º As decisões da Comissão Disciplinar são passíveis de um único recurso dirigido a ela mesma, sendo vedado recurso a qualquer outro órgão, quer seja da Justiça Desportiva ou da Justiça Comum.

 

Parágrafo Único: A equipe que apresentar recursos a esses órgãos (Justiça Desportiva ou da Justiça Comum) será automaticamente excluída do Campeonato de Futebol de Campo de Canelinha do ano em curso.

 

ART 38º Fica a critério do presidente da Comissão Disciplinar acatar ou não recursos e pedidos de revisão.

 

ART 39º. O presente regulamento foi definido e homologado pela CME de Canelinha e pelas equipes participantes do Campeonato de Futebol de Campo.

 

ART 40º Este regulamento terá validade enquanto a atual Comissão Municipal de Esportes de Canelinha estiver ativa, ou resolver alterá-lo.

 

ART 41º. O pedido de revisão de Regulamento deve ser entregue a Comissão Municipal de Esportes de forma escrita. Cabe a Comissão Municipal de Esportes decidirem colocar em votação a desejada alteração.

 

Punições diretas.

 

ART 42º. O atleta que falsificar sua inscrição, se for comprovado, será excluído da competição e receberá uma punição mínima de 365 dias fora de todas as competições promovidas pela C.M.E.

 

ART 43º . O dirigente, atleta ou representante do clube que vier a comprometer o andamento do jogo, mesmo que fora do campo e se relatado em súmula, pode vir a sofrer punição através da decisão da Comissão Disciplinar.

 

ART 44º . O atleta ou membro da comissão técnica que proferir palavras de baixo calão aos árbitros, assistentes ou quaisquer funcionário da C.M.E. , se relatado em súmula será penalizado com 02(dois) jogos de suspensão.

 

Considerações finais

 

ART 45º .Não será permitida a entrada no Estádio Municipal do Galeão com bebidas, garrafas de vidro, ferro, ou qualquer objeto que possa vir a ser arremessado dentro do campo de futebol, pondo em risco a segurança dos atletas e de quem estiver nas instalações do estádio.

 

ART 46 . O dirigente que cumpre pena, seja ele presidente, diretor de futebol, atleta ou representante do clube, não poderá participar de reuniões em nome do clube, assinar documentos, receber intimações e comunicados, participar de julgamentos, ou seja, não poderá representar o seu clube em nenhum momento durante o cumprimento de sua punição e também não poderá ficar dentro do campo de jogo(cabines, camarotes,banco de reservas, etc...) durante os 90 minutos de partida. Antes do início e ao término do jogo está liberado.

 

ART. 47. Só terão direito a voto em decisões de regulamento as equipes que participaram do campeonato do ano anterior.

 

ART.  48. Só é permitido ficar em pé no banco de reservas, apenas o treinador ou um responsável pela equipe.

 

ART. 49 . Este regulamento está há disposição de todas as equipes, árbitros, imprensa e demais autoridades.

 

ART. 50 – A equipe que fazer a melhor campanha do campeonato municipal terá o direito de fazer o 1º (primeiro) jogo da final em sua casa.

O 2º (segundo) jogo será realizado no campo municipal Estádio Galeão.

Obs: Se a equipe que mandar seus jogos no campo do galeão fazer a melhor campanha, automáticamente os 2 jogos da final será no galeão.

E a equipe que fazer a melhor campanha levar o 1º ( primeiro) jogo pro seu campo, não poderá cobrar ingresso.

 

 

 

Canelinha (SC), 10 de janeiro  de 2022.

 

 

 

 

                                                      José Calbuch Júnior

Diretor de Esportes

 

 

Estou ciente do regulamento do Campeonato Municipal de Futebol de Campo de 2020.

 

 

 

Assinatura das equipes

 

 

 

Poço Fundo                                       Palmeirinhas                                   

 

 

 

     

Galera                                              Marselhesa                                   Cobreloa

 

 

 

 

Falange                                           Cobrerussia D.                                 Porto

 

 

 

 

Moura                                             Atlético N.



CME Canelinha
Endereço: Av. Cantório Florentino da Silva, 1683 - Centro - Canelinha - SC
Telefone: (48) 3264-4019
E-mail: